foto-santo-andre

Santo André é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de São Paulo, integrando um grupo de municípios conhecidos como Região do Grande ABC. Sua população estimada em 2008 foi de 671.696 habitantes. Ocupa uma área de 175 km², o que resulta numa densidade demográfica de 3.816,52 hab/km².

Economia

Como ocorreu com a maior parte dos municípios do ABC Paulista, região à qual a Cidade Santo André é integrante, a partir da segunda metade dos anos 1980, a economia da região que era marcada pela indústria metalúrgica, começou a enfrentar outra realidade. Com a “guerra fiscal”, principalmente promovida por outras cidades do interior paulista, que ofereciam terrenos praticamente de graça e tributos bem menores, muitas empresas metalúrgicas começaram a sair da cidade. A maior parte destas empresas de Santo André produzia componentes para montadoras automobilísticas da região, como a Volkswagen, Scania, Ford, Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo, e General Motors, em São Caetano do Sul.

Além do setor de autopeças, os de componentes para refrigeração, eletroeletrônicos, e produtos de borracha, como pneus, também formavam a característica industrial de Santo André. Mas o cenário econômico de Santo André, que se baseava na indústria, mudou bastante. Outros fatores, além da guerra fiscal, também fizeram com que este cenário mudasse: mão-de-obra mais barata em cidades do interior e mudança no perfil de consumo merecem destaque na análise da mudança do comportamento econômico de Santo André.

A partir dos anos 1990, o setor de comércio e serviços começou a crescer e ser opção para o crescente desemprego na região, no período transitório da indústria para o setor de serviços. Vários galpões de fábricas tradicionais se transformaram em shopping centers, lojas de automóveis e até mesmo grandes templos de igrejas evangélicas. Exemplos são o terreno da Black & Decker, que atualmente é o Grand Plaza Shopping, na avenida Industrial, Bairro Jardim; onde era a empresa metalúrgica Festo, hoje é o supermercado Coop, na Avenida Pereira Barreto, Vila Gilda; o terreno antes ocupado pela KS Pistões, também na Avenida Pereira Barreto, Bairro Paraíso, hoje é um conjunto residencial de classe média, entre outros vários exemplos.

Uma maior abertura econômica ao capital externo, iniciada no governo de Fernando Collor de Mello e intensificada no governo de Fernando Henrique Cardoso, também contribuiu para a mudança do cenário econômico de Santo André e do ABC Paulista. Era mais vantajoso para grandes empresas e para o consumidor comum optar por produtos estrangeiros. Assim, muitas empresas metalúrgicas de componentes viram os lucros caírem vertiginosamente.

Transporte

Por fazer limite com várias cidades do ABC Paulista e com a capital do estado de São Paulo, a cidade de Santo André foi obrigada a implantar um variado sistema de transporte coletivo, embora visto ainda como insuficiente pela população. Com a mudança do perfil econômico da cidade de Santo André, com o fim do crescimento industrial, antes o emprego que era quase garantido na cidade, começou a ser buscado em outras cidades. Assim, foi necessário um implemento de uma rede maior de transporte intermunicipal. Basicamente, o sistema de transporte coletivo de Santo André é formado por:

  • Rede de linhas municipais, operadas por empresas particulares e gerenciadas pela SA Trans.
  • Rede de linhas intermunicipais operada por empresas particulares e gerenciadas pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – órgão do Governo do estado de São Paulo.
  • Rede de linhas intermunicipais seletivas operada por empresas particulares e também gerenciadas pela EMTU, mas com veículos mais confortáveis e passagens mais caras.
  • Corredor ABD de trólebus: considerado um dos mais eficientes da região, ônibus elétricos, movidos a diesel ou híbridos, movidos a eletricidade e diesel ao mesmo tempo, ligam os terminais Santo André Oeste no primeiro subdistrito e Santo André Leste, no segundo subdistrito, às Zonas Leste (São Mateus) e Sul (Jabaquara / Santo Amaro) da capital paulista e às cidades de São Bernardo do Campo, Diadema e Mauá. São corredores exclusivos e pontos denominados.
  • Trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – que servem a linha 10 – “Turquesa” (antiga linha D). A linha tem interligação com a linha 3 – Vermelha do Metrô de São Paulo e com a linha 11 – Expresso Leste – Guaianases-Luz, na estação Brás, e com a linha 2 – Verde do Metrô de São Paulo na Estação Tamanduateí. A cidade de Santo André possui três estações de trem em atividade (na ordem, sentido Brás – Rio Grande da Serra): “Utinga”, “Prefeito Saladino” e “Prefeito Celso Daniel-Santo André”.
  • Terminal Rodoviário de Santo André – recebe ônibus intermunicipais e interestaduais que servem o litoral norte, o litoral sul de São Paulo, cidades do interior paulista e estados de várias regiões brasileiras, linhas administradas pela Artesp

Vídeo de Santo André

Mapa de Santo André